CSR NOTÍCIAS

11/01/2019

Técnico Ricardo Gomes analisa Portuguesa e destaca preparação da equipe para fase decisiva

Juan Reol - Mtb 41.452 / Assessor de Imprensa

Nacional Atlético Clube-SP e Associação Portuguesa de Desportos-SP se enfrentam no sábado (12), às 16 horas, no Estádio Doutor Oswaldo Teixeira Duarte (Canindé), em São Paulo (SP), na fase 32 avos da 50ª Copa São Paulo de Futebol Junior. Após se classificar com uma rodada de antecipação na fase de grupos, o Naça tem pela frente a perigosa fase “mata”, quando em 90 minutos, seja no tempo normal, seja na disputa de pênaltis, é definido quem segue na competição.

O Nacional Atlético Clube-SP avançou após terminar a 1ª fase na 2ª colocação do Grupo 31 com sete pontos, atrás do Goiás-GO no saldo de gols, o primeiro critério de desempate. Já a Lusa foi líder do Grupo 32 com sete pontos.

O técnico Ricardo Gomes e sua comissão técnica acompanharam a Portuguesa-SP nos três jogos da fase de grupos e sabem o que esperar do adversário da 2ª fase da competição. “Esperamos a Portuguesa-SP com muita motivação, principalmente pelo fato de jogar em casa, com a torcida presente. Por várias vezes que já fui jogar no Canindé encontrei uma torcida que incentiva, que motiva, que xinga. Na questão campo é nossa única desvantagem, pois estamos preparados taticamente”, explicou o treinador.


Técnico Ricardo Gomes em sua primeira Copa São Paulo
(Crédito da foto: Divulgação Nacional)

Com um time com média de idade baixa, ou seja, em maioria formado por atletas de 17 anos, Ricardo Gomes sabe que o grande desafio que tem pela frente é o fator psicológico. Se em campo sua equipe mostrou bom futebol e segurança, mostrou também ansiedade e afobação em alguns momentos. O técnico sabe que em confronto eliminatório, de “mata”, qualquer descuido pode ser decisivo.

“Mata é um jogo que tem que acontecer poucos erros individuais, que temos que aproveitar as melhores oportunidades de gol. Isso define um jogo de mata. Nosso único receio é que alguns atletas que não passaram por essa situação de partida eliminatória venham a sentir essa fase da competição mais acirrada, mais nervosa, com torcida incentivando o adversário a todo momento, com muita pressão”, relatou o treinador.

Mas Ricardo Gomes disse também que tem conversado com o elenco, explicando as dificuldades a serem enfrentadas. E que acredita em seu time. “Estou passando o máximo de tranquilidade para que possam suportar principalmente os minutos iniciais de jogos, pelo menos até os 20 minutos. Sempre que jogamos fora de casa percebemos que os adversários procuraram sair em vantagem nos 20 minutos, fazendo pressão atrás de tranquilidade. Estamos conversando muito, passo para eles que somos um time bem postado, bem equilibrado, e que espero deles que eles correspondam a tudo que já fizemos dentro do nosso estádio nesta competição”.

Na fase de grupos, com três jogos, é possível errar e procurar corrigir os erros no jogo seguinte, algo que não acontece em confronto eliminatório. Com duas vitórias e um empate na 1ª fase, Ricardo Gomes confirma que não pretende mudar o estilo se sua equipe, mas alerta para as dificuldades que serão enfrentadas. “Nós vamos jogar do mesmo jeito que já estamos jogando. A mesma situação tática, dos nossos conceitos de jogo. Mas sabemos que será muito difícil, assim como também sabemos que, com um pouco de concentração, um pouco de equilíbrio na hora que nós formos pressionados pelo adversário, principalmente no começo da partida, a gente pode impor nosso futebol”, disse.

E continuou: “A gente tem que ir com tranquilidade e aos poucos estudando a equipe da Portuguesa-SP durante o jogo, vendo qual os atalhos que podemos seguir. De fora vamos passando algumas instruções para irmos fazendo um bom jogo, um jogo seguro”, explicou Ricardo Gomes.

O técnico alerta ainda aos seus jogadores os cuidados para evitar faltas bobas perto da área. Gomes e seus auxiliares identificaram que a Portuguesa-SP tem bom aproveitamento com bola parada, com excelentes batedores.


Atacante Rikelmi é um dos destaques do Nacional na competição
(Crédito da foto: Ale Vianna / Divulgação Nacional)

Ele destaca também o momento dos atletas, muitos deles ainda bem jovens, passando por uma experiência que pode ser única em suas carreiras. Em seu ponto de vista, mesmo querendo a classificação, mas independente do resultado, tudo será uma grande lição para os jogadores que entrarem em campo no sábado. “Temos muitos atletas novos que não passaram por esta situação, por este tipo de partida de decisão e isso será importante para suas carreiras. Ainda nessa faixa etária e já encontrar dificuldades com torcida contra, jogo de ‘mata’, tentando mantes o equilíbrio, ficar consciente, encarando tudo como uma final”, analisou o técnico.

Mesmo querendo definir o resultado em 90 minutos, Ricardo Gomes sabe da possibilidade da decisão por cobrança de pênaltis. Ele reforça que sua equipe está pronta para qualquer situação que possa acontecer no Canindé. “Quem errar menos ganha o jogo. E espero que a gente possa desenvolver tudo aquilo que a gente desenvolveu nos primeiros jogos, com muito toque de bola, muita transição ofensiva, muita tranquilidade e apenas um pouco mais de concentração na hora de concluir a gol. Nós chegamos bastante à meta adversária, mas com alguma dificuldade de colocar essa bola para dentro. Caso não aconteça e irmos para os pênaltis, estamos preparados. Já treinamos bastante uma possível decisão por penais, sabemos quem são os melhores para bater os pênaltis. Passamos tranquilidade para eles repetirem o que fizeram nos treinos, sem mudar o jeito de bater na hora. Passamos todo nosso conhecimento para que eles possam fazer um bom jogo”, concluiu o comandante da equipe Sub-19 do Nacional-SP.

Leia também:
02/01/2020 - Rikelmi marca golaço, primeiro da Copinha 2020, e garante vitória do Juventus
12/01/2019 - Nacional briga muito, faz pressão, mas acaba eliminado da Copinha 50 pela Portuguesa
11/01/2019 - Técnico Ricardo Gomes analisa Portuguesa e destaca preparação da equipe para fase decisiva
09/01/2019 - Nacional e Goiás empatam em 1 a 1 em confronto marcado por forte calor
08/01/2019 - Com classificação antecipada, Nacional enfrenta Goiás na luta pela liderança do Grupo 31 da Copinha 50

 

CSR SPORTS © Todos os direitos reservados