CSR NOTÍCIAS

30/01/2019

Juan Reol - Mtb 41.452 / Assessor de Imprensa

A partida entre o Nacional Atlético Clube-SP e o Rio Claro Futebol Clube-SP, que estava empatada em 0 a 0 no fim do primeiro tempo, foi adiada pelo árbitro José de Araújo Ribeiro Júnior após intensa tempestade na Zona Oeste de São Paulo (SP), onde fica localizado o Nicolau Alayon. Além de raios e granizo, que comprometiam a segurança dos atletas, o gramado encheu de água e, mesmo com drenagem, não esvaziaria antes de anoitecer. O estádio nacionalino não tem iluminação para que sejam realizados jogos à noite.

A forte chuva começou a partir do minuto 35 do jogo, mas se intensificou enquanto os atletas estavam no intervalo. A arbitragem tomou a decisão do adiamento após esperar cerca de uma hora, mas a tempestade apenas piorou neste período, dando total razão à decisão.


Chuva forte faz comissão de arbitragem suspender confronto entre Nacional x Rio Claro
(Crédito da foto: Divulgação Nacional)

Nacional-SP e Rio Claro-SP continuam o empate em 0 a 0 na quinta-feira (31), a partir das 15 horas. De acordo com o regulamento, vão jogar os 45 minutos que faltam. Os torcedores podem retornar ao Nicolau Alayon para o seguimento do jogo utilizando o mesmo ingresso de quarta-feira (30).

Ainda com muito sol em São Paulo (SP), e também muito calor, a partir das 16 horas, Nacional-SP e Rio Claro-SP tiveram boas chances nos primeiros 10 minutos de jogo, que começou bem movimentado. O Naça quase abriu o placar aos 5, com Matheus Origoza, que completou cruzamento de Matheus Humberto nas mãos do goleiro adversário. Aos 8 os visitantes chegaram com lindo chute de fora da área de Nathan, que foi para fora. Aos 9, Lucas Lino invadiu a área pela esquerda e chutou forte, para boa defesa de Murilo. No contra-ataque, novamente chute de longe, para grande participação de Maurício Telles.

Aos 16 minutos, Danilo Negueba trocou bons passes com Caio Mendes, deixou marcadores para trás e, ao tentar invadir a área, foi derrubado. Lucas Lino foi para a cobrança, mas mandou longe do gol. No lance seguinte, falta para o Rio Claro-SP. Na bola lançada na área, Everton Dias cortou com segurança.

A partida passou a ficar bem disputada no meio de campo, com as equipes investindo menos e se observando mais. Em uma escapada aos 25 minutos, o Rio Claro-SP, com o camisa 5 Formigoni, quase fez. Ele apareceu sozinho na entrada da grande área e bateu com força. Maurício Telles, de mão trocada, fez linda defesa.

O Rio Claro-SP passou a tomar as principais ações do jogo, pressionando o Nacional-SP em seu campo de defesa. Nas poucas vezes que ameaçou, o time da casa não incomodou. Já os visitantes chegaram com muito perigo em trocas de passe, faltas e escanteios. Quando a bola passava pela defesa, parava nas mãos do goleiro Maurício Telles, muito seguro. A partir dos 35 minutos uma tempestade de verão chegou na Barra Funda, na Capital, e a partida passou a ser disputada sob chuva forte e intensa.

Reação do Nacional-SP aos 39 minutos. Após boa troca de passes, Matheus Humberto fez bela jogada pela direita e cruzou rasteiro, na área. Matheus Ortigoza dominou de costas para o gol, girou e bateu forte. No rebote, Danilo Negueba chutou de longe, para defesa em dois tempos do goleiro Murilo.


Drenagem do Nicolau Alayon não deu conta de tanta água. Partida sera retomada na quinta-feira (31)
(Crédito da foto: Ale Vianna / Divulgação Nacional)

O primeiro tempo foi encerrado com mais uma grande defesa do goleiro Maurício Telles. O camisa 4 Salustiano aproveitou o forte vento em direção ao gol nacionalino e mandou a pancada da intermediária, com o guarda-metas brilhando novamente. O árbitro José de Araújo Ribeiro Júnior terminou a primeira parte de uma arbitragem bem confusa apitando para o intervalo sem dar escanteio aos visitantes. 0 a 0 na primeira metade de jogo. O zagueiro Gabriel Santos foi o único atleta nos primeiros 45 minutos a receber cartão amarelo.

Após aguardar cerca de uma hora a arbitragem decidiu adiar a partida devido às condições climáticas e também do gramado do Nicolau Alayon, completamente inundado.

Campeonato Paulista A2 2019
4ª rodada
Nacional 0 x 0 Rio Claro (primeiros 45 minutos)

Data: 30/01/2019 (quarta-feira), às 16 horas
Local: Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo (SP)
Arbitragem: José de Araújo Ribeiro Júnior, auxiliado por Paulo de Souza Amaral e Leonardo Lourenço Marchiori. 4º Árbitro: Edna Alves Batista.
Cartões amarelos: Gabriel Santos (Nacional)
Cartões vermelhos:

Gols:

Nacional: Maurício Telles; Fabiano, Gabriel Santos, Everton Dias e Caio Mendes; Bruno Sabino, Everton Tchê e Danilo Negueba; Lucas Lino, Matheus Ortigoza e Matheus Humberto. Técnico: Allan Aal.

Rio Claro: Murilo; Toninho, Fernando, Salustiano e Douglas; Formigoni, Franco, Nathan e Elton; Vitor e Edson. Técnico: Wagner Salino.

Leia também:
09/10/2020 - Matheus Humberto reforça Atibaia na Copa Paulista 2020
29/03/2019 - Nacional encerra sua participação na Série A2 com Juvenal em casa
23/03/2019 - Nacional perde para Penapolense e não tem mais chances de classificação
22/03/2019 - Em clima de decisão, Nacional enfrenta Penapolense
20/03/2019 - Everton Tchê marca na vitória do Nacional por 3 a 0 sobre Inter de Limeira

 

CSR SPORTS © Todos os direitos reservados